Com todas as certidões em mãos é chegada a hora de traduzi-las, pois todo documento destinado ao processo de “cittadinanza” deve ser traduzido para a língua italina. Após devemos e apostilar todos os documentos: certidões emitidas nos cartórios brasileiros, suas respectivas traduções e a CNN.

 

TRADUÇÃO

Nessa etapa: o profissional que deve ser contratado é um tradutor juramentado, nomeado e matriculado na junta comercial de um dos Estados da Federação. (Verifique os tradutores juramentados de diversos estados, pois há diferenças nas tabela de preços entre os estados).

A tradução juramentada descreve fielmente o documento original, sendo que a tradução deve conter o número de registro do tradutor juramentado.

Lembrando que devem ser traduzidas todas as certidões civis (nascimento, casamento, óbito e divorcio, conforme o caso) que justifiquem a descendencia do requerente além da CNN!

APOSTILAMENTO (APOSTILA DA HAIA)

O apostilamento consiste na validação de documentos emitidos pelo governo brasileiro em relação a outros paises também signatários da convenção da Apostila da Haia.

A Convenção de Haia aplica-se aos atos públicos lavrados no território de um Estado contratado que serão apresentados no território de outro Estado Contratante.

Este procedimento é feito por meio dos cartórios e visa suprimir a exigência da legalização diplomatica ou consular dos atos publicos. (Veja quais são os Cartórios autorizados pelo CNJ a fazer o apostilamento)

O tratado que foi assinado pelo Brasil no segundo semestre de 2015, entrou em vigor em agosto de 2016, tem o objetivo de agilizar e simplificar a legalização de documentos entre os países signatários e permite o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior.

O senhor que traduziu as minhas certidões também as apostilou (fiz ambos os serviços em Brasília, pois achei mais barato).

Tradutor Juramentado:

Iraê Sassi (iraesassi.tradutor@gmail.com)

+55 61 98553 9469 (Vivo)

Publicado por PRI

Meu jeitinho modesto, mas nada despretensioso, não me permite afastar do conhecimento... sempre disposta a aprender, mas não prender "o conhecido"... deixar ir, disseminar, repassar, dividir... Experiencias frutíferas ou IPÊS, tudo de um jeitinho único e simples, visando transformar os "tornados" da vida (desastres naturais ou não tão naturais) em leves brisas que acariciarão a predisposição a aprender!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: